logo
empty

O que são vazamentos WebRTC e como evitá-los?

2024/02/05 14:45:12Autor: AdsPowerLeitores: 412



Antes de abordarmos o que são vazamentos WebRTC, precisamos entender o que é WebRTC. Então, o que é WebRTC?

WebRTC é a sigla para "Web Real Time Communication" (Comunicação Web em Tempo Real). É um protocolo web de código aberto que vem pré-instalado em muitos navegadores e aplicativos móveis atualmente. O WebRTC permite que esses navegadores e aplicativos compartilhem informações entre si em tempo real. Essas informações podem ser áudio, vídeo ou até mesmo arquivos de texto.

O WebRTC foi desenvolvido para criar um método padronizado e eficiente para permitir a comunicação peer-to-peer em tempo real entre navegadores web e alguns aplicativos compatíveis, sem a necessidade de plugins de terceiros ou instalações complexas.

Muitas empresas atuais que oferecem videoconferência, chamadas de voz e serviços de transmissão ao vivo, como Google, Zoom, Facebook, Snap Inc e UberConference, utilizam o protocolo WebRTC.

Como o WebRTC funciona?

Agora que sabemos o que é WebRTC, vamos mergulhar rapidamente em como ele funciona e mencionar algumas aplicações da vida real.

O WebRTC usa um conjunto de APIs JavaScript e componentes internos do navegador para funcionar. As principais APIs são:

  • getUserMedia: Usada para acessar o microfone e a câmera.
  • RTCPeerConnection: Usada para configurar chamadas de vídeo e áudio.
  • RTCDataChannel:Usada para permitir a transferência de dados peer-to-peer.


Com essas APIs, aqui está um resumo rápido de como o WebRTC funciona:


1. Captura de mídia

O primeiro passo do WebRTC é a captura de mídia. Em muitos casos, a mídia é o dado que precisa ser comunicado entre navegadores web. Para fazer isso, quando um aplicativo WebRTC é iniciado, a API getUserMedia solicita acesso ao seu microfone e câmera. Normalmente, aparecerá como uma guia pop-up no seu navegador com as opções "permitir" e "bloquear". Uma vez que você permite, a mídia é capturada e está pronta para ser exibida ou transmitida.


2. Sinalização

Embora a sinalização não seja particularmente padronizada no WebRTC, ela ainda é uma etapa crucial do seu funcionamento. Antes de estabelecer a conexão, os navegadores ou aplicativos móveis que se conectam devem trocar informações que os ajudarão a determinar a melhor maneira de estabelecer uma conexão. Essas informações podem ser mensagens de controle de sessão, endereços de rede ou dados de mídia da sessão. A sinalização normalmente ocorre via WebSocket, HTTP ou outros protocolos similares.


3. Criação de conexão

A próxima API utilizada pelo WebRTC é a RTCPeerConnection. Com essa API, os parâmetros de conexão, como o codec e outras configurações de mídia, são negociados e acordados. Após isso, o WebRTC usa a estrutura ICE (Interactive Connectivity Establishment) para determinar o melhor caminho para se conectar aos pares, e uma conexão P2P direta é estabelecida.


4. Transferência de dados

Uma vez estabelecida a conexão, os dados de mídia, que podem ser áudio, vídeo ou até mesmo arquivos de texto, podem ser transmitidos entre pares em tempo real. Os dados também são criptografados usando o Secure Real-time Transport Protocol (SRTP) para dados de mídia e Datagram Transport Layer Security (DTLS) para dados não relacionados à mídia. Isso garante que os dados estejam protegidos e seguros durante a transferência.


5. Comunicação de mídia

Durante a transferência dos dados de mídia, os componentes do WebRTC gerenciam a largura de banda, codificação e decodificação de mídia, redução de ruído, cancelamento de eco e flutuações na rede.


6. Comunicação via canais de dados

A última API do WebRTC, RTCDataChannel, é responsável por essa parte. Ela permite a transferência de outros tipos de dados além de mídia. Esses dados podem incluir conversas por texto, dados de jogos ou transferências de arquivos.


7. Encerramento da sessão

Quando a comunicação termina, a sessão é encerrada usando o mesmo processo de sinalização utilizado para estabelecê-la.

Aplicações da vida real do WebRTC:

  • Plataforma de jogos do Google, Stadia
  • Internet das Coisas.
  • Transferência de arquivos em Torrents.
  • Aplicativos financeiros e plataformas de negociação.
  • Realidade Aumentada e Virtual.
  • Chamadas de voz e vídeo.
  • Suporte ao cliente e chats ao vivo.
  • Educação online e e-learning.

O que são vazamentos de WebRTC?




Sabendo que as conexões WebRTC requerem a troca e transferência de informações confidenciais durante as fases de sinalização e criação de conexão, podemos inferir o que acontece durante um vazamento de WebRTC.

Mas o que são vazamentos de WebRTC? Vazamentos de WebRTC são violações de segurança que ocorrem durante uma transferência WebRTC e podem expor seu endereço IP.

Seu endereço IP é uma parte crucial do seu anonimato online e, se comprometido, pode expor sua localização e seu provedor de internet (ISP). Essa informação, nas mãos de hackers mal-intencionados, pode lhe causar muitos problemas.

Os vazamentos de WebRTC são definitivamente perigosos quando ocorrem, e se você usa navegadores como Firefox, Opera, Chrome, Microsoft Edge e Opera, corre um risco maior de ter esses vazamentos. Principalmente porque esses navegadores vêm com o WebRTC habilitado por padrão.


Como Verificar Vazamentos de WebRTC

Aqui estão algumas maneiras de verificar se há vazamentos de WebRTC:


1. Testes Online de Vazamentos WebRTC

No momento, existem diversos testes online de vazamentos WebRTC que você pode usar para verificar se há vazamentos no seu navegador. Alguns dos mais populares incluem:


2. Testes Manuais de Vazamentos WebRTC

Se você não confia totalmente nos testes online de vazamentos WebRTC, pode realizar a verificação manualmente. O processo é um pouco mais trabalhoso, mas aqui está um resumo rápido de como realizar um teste manual no Chrome:

  • Abra uma nova janela do Chrome no modo anônimo.



  • Clique com o botão direito na janela e selecione "Inspecionar". Isso abrirá as Ferramentas de desenvolvedor.



  • Quando isso aparecer, vá para a guia “Console”.



  • Copie e cole o seguinte código:
    var rtc = window.RTCPeerConnection || window.mozRTCPeerConnection || window.webkitRTCPeerConnection;var pc = new rtc({ iceServers: [] });pc.createDataChannel("");pc.createOffer(pc.setLocalDescription.bind(pc), function() {});pc.onicecandidate = function(ice) {console.log("IP Address: " + ice.candidate.candidate.split(" ")[4]);};

  • Digite "allow pasting" e execute o código.



Após executar o código, se o endereço IP exibido for realmente o seu, você corre o risco de sofrer um vazamento WebRTC. (Você pode verificar seu IP aqui.)

Este processo funciona apenas para o Google Chrome no Windows e Mac. É muito mais difícil verificar outros navegadores, mas abordaremos como impedir vazamentos WebRTC nesses outros na seção "Como bloquear vazamentos WebRTC" deste artigo.


3. Use extensões no navegador para teste de vazamento WebRTC

O método final de verificar vazamentos do WebRTC é simplesmente adicionando extensões ao seu navegador e executando-as. Algumas das mais respeitáveis incluem WebRTC Control (Chrome, Firefox) e uBlock Origin.

Como Evitar Vazamentos do WebRTC

Vamos entender como evitar vazamentos do WebRTC:


1. Desative o WebRTC no seu navegador

Vamos ver como desativar o WebRTC nas versões desktop desses navegadores.


Como desativar o WebRTC no navegador Firefox

  • Digite about:config na barra de endereços
  • Clique no botão 'Aceitar o risco!'
  • Digite media.peerconnection.enabled na barra de pesquisa
  • Clique duas vezes para alterar o valor para 'false'

Como desativar o WebRTC no navegador Opera

  • Clique no ícone do Opera no canto superior esquerdo da janela e selecione "Configurações".
  • Expanda a seção "Avançado" no menu lateral esquerdo e clique em "Privacidade e segurança".
  • Role para baixo até a seção "WebRTC" e selecione a opção "Desativar UDP sem proxy".
  • Feche a guia de configurações e as alterações serão aplicadas automaticamente.

Como mascarar seu IP durante conexões WebRTC no Microsoft Edge

Infelizmente, não é possível desativar completamente o WebRTC no navegador Edge. Porém, você pode mascarar seu endereço IP durante conexões WebRTC seguindo estes passos:

  • Digite about:flags na barra de endereço do Edge e pressione Enter.
  • Check the option marked “Hide my local IP address over WebRTC connections”
  • Localize a opção de máscara de IP.
  • Ative a máscara de IP.
  • Reinicie o Edge.

2. Use extensões do navegador

The browser extensions method of preventing WebRTC leaks works for Chrome and Firefox browsers. And just like with WebRTC leak tests, the most reputable extensions for preventing WebRTC leaks are WebRTC Control (Chrome, Firefox) and uBlock Origin. There’s also WebRTC Network Limiter for Chrome.

O método de extensões de navegador para prevenir vazamentos de WebRTC funciona nos navegadores Chrome e Firefox. E assim como nos testes de vazamento de WebRTC, as extensões mais confiáveis para prevenir esses vazamentos são WebRTC Control (Chrome, Firefox) e uBlock Origin. Há também o WebRTC Network Limiter para o Chrome.

3. Use um proxy ou VPN

Uma VPN de qualidade pode camuflar efetivamente seu endereço IP. Assim, mesmo que ocorra um vazamento de WebRTC, o endereço IP vazado será falso. Algumas VPNs excelentes, como a ExpressVPN, também permitem a desativação forçada do WebRTC em seus navegadores através de extensões para Chrome, Firefox e Edge. Outras VPNs que você pode experimentar incluem SurfShark VPN e NordVPN.


4. Use um navegador antidetect

A última e talvez a melhor maneira de se proteger de vazamentos de WebRTC é utilizando um navegador antidetect de alta qualidade. Esse tipo de navegador não apenas mascara seu endereço IP, mas também falsifica suas impressões digitais, tornando-o 100% anônimo durante a navegação.


Opções para prevenir vazamentos de WebRTC no AdsPower

Abra o aplicativo AdsPower e vá para a página de configurações de perfil do navegador. Aqui, você encontrará o WebRTC na seção Avançado. Nós vamos orientá-lo pelos quatro métodos para evitar vazamentos do WebRTC no AdsPower:

  • Encaminhar: Encaminhar via Google para mascarar IP real. Usado para sites de alta segurança (Ebay e Discord).



  • Substituir: WebRTC habilitado. O IP público será substituído pelo IP do proxy, e o IP local será mascarado



  • Real: WebRTC habilitado. Seu endereço IP real será utilizado.



  • Desativar: WebRTC fechado. O site detectará que você desativou o WebRTC.



O mascaramento de WebRTC pode oferecer requisitos de privacidade mais rigorosos em alguns casos, ignorando servidores proxy para determinados dados, como mídia. No entanto, esse modo de encaminhamento requer a transmissão de dados por um servidor de trânsito, o que pode potencialmente desacelerar a comunicação. O impacto na velocidade aumenta com o mascaramento mais rigoroso: Desativado > Encaminhar > Substituir > Real.

Encontrando o equilíbrio: O nível de mascaramento que você escolhe depende de suas prioridades. Se o anonimato for primordial, configurações mais rigorosas podem valer a pena inconveniência ocasional. Mas se o acesso fácil a sites é crucial, um toque mais leve pode ser melhor.


Conclusão

Até agora, você deve saber a utilidade do WebRTC e como vazamentos indesejados podem acabar expondo seu endereço IP para pessoas erradas. Você também deve estar ciente de como realizar testes de vazamento de WebRTC para saber se está em risco e como preveni-los.

Dito isso, embora haja muitos métodos individuais nesta lista para evitar vazamentos de WebRTC, o ideal é combinar dois ou mais métodos de prevenção para maior segurança. E se isso parecer complicado, basta optar por um navegador antidetect, especialmente o AdsPower, e pode ficar tranquilo sabendo que seu anonimato online permanecerá intacto.

Comentários
0/50
0/300
Comentários populares
no_comment

Nada aqui... Deixe o primeiro comentário!